quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

FELICIDADE


O que é felicidade?

O que os homens entendem sobre felicidade?

Felicidade ainda está muito distante da compreensão que os homens têm sobre esse estado de ser.

Felicidade não está presente nos momentos de celebração, de conquistas, seja de bens materiais ou a posse de outro ser. Todos, independente do laço que os une, são seres individuais caminhando em busca do autoconhecimento.

Felicidade não está presente no riso fácil, nas pilherias que mascaram o que se esconde na alma dos homens.

Os homens atribuem felicidade aos momentos de alegria que vivenciam. Eles não entendem que essa felicidade é efêmera, e sofre as alternâncias naturais do aprendizado.

Tudo isto leva a crer que a felicidade é algo inacessível a nossa forma de conduzir a vida.

Então, como entender o que é felicidade, se a maneira que é celebrada não corresponde ao que acreditamos.

Felicidade, então, é uma ilusão dos homens?

Não, a felicidade está viva dentro de cada ser, mas não da maneira que é exteriorizada.

A felicidade não necessita de pompas, de momentos de celebração, ostentação ou vitórias materiais.

O que os homens ainda não entenderam é que não são os aplausos ou vitorias que expressam a verdadeira felicidade.

Por isso, vamos descortinar um pouco os verdadeiros motivos que podem ser atribuídos a real felicidade existente no mundo interior dos homens.

Ao longo das existências, por razões diversas, os homens se desviaram da felicidade, das emoções mais elevadas e da simplicidade que permeia esse estado de ser.

Ancorados nesses fatos, os homens passaram a sentir e idealizar a felicidade na forma de aplausos, vitórias, conquistas, mas sem que isso representasse um motivo de paz interior ou algo a ser preservado.

E assim, mais e mais os homens procuram a felicidade nas exibições vazias de conteúdo e de emoções mais elevadas.

A felicidade ficou restrita a momentos e situações que não reverberam internamente.

A felicidade pode ser sentida de inúmeras maneiras.

Pequenas atitudes, emoções que não envolvam os interesses da mente manipuladora, mas sim nascidas de uma sensibilidade profunda e amorosa. Seria como estar flutuando num mar de energias elevadas.

Os homens quando vivenciam momentos de êxtase, de superação de si mesmos estão verdadeiramente desfrutando a felicidade.

A felicidade não está vinculada aos interesses da matéria. Ela está acima de qualquer interesse que dependa do racional humano.

O racional analisa os pensamentos, palavras e atitudes. A felicidade está acima disso. Ela é superior a tudo que acreditamos.

A felicidade é um estado de ser, por essa razão é incompreendida.

Sananda

ME em 04.09.18
Imagem Google